Loading...

O Carismático TurboRoo: um Chihuahua com Duas Patas e Prótese Impressa em 3D


TurboRoo é um adorável chihuahua que nasceu sem as patas dianteiras, mas essa limitação não o impediu de viver a vida ao máximo. Depois de ter sido abandonado por seu criador, o pequeno filhote foi adotado pela veterinária Ashley Looper que, para proporcionar uma melhor qualidade de vida para o pet, construiu um pequeno carrinho a partir de peças de brinquedos velhos. 
Assim, o pequeno cão ganhou uma mobilidade maior, ao invés de apenas saltitar sobre as patas traseiras.

Mas a coisa não parou por aí. Looper queria uma solução permanente e mais confortável para TuboRoo. Ela iniciou uma campanha de angariação de fundos on-line com o objetivo de desenvolver uma prótese mais confortável para o cachorrinho - que é o xodó da família.  
Ela criou então uma galeria de fotos do carismático chihuahua nas redes sociais e logo tornou-se viral. 
Mark Dewrick, presidente do estúdio 3dyn com sede em San Diego, viu as fotos e abraçou a causa, oferecendo-se para projetar uma pequena prótese, de forma gratuita, a partir da impressão em 3D, construindo um suporte ligado à rodinhas de skate para que TurboRoo pudesse deslizar com facilidade.

O carrinho é constantemente modificado para atender o crescimento do filhote. Enquanto isso, a gente fica cheio de amor pelo espírito de entusiasmo do TurboBoo, através das fotos que Looper faz: o cãozinho pode ser visto bem à vontade com as pessoas (ele é uma verdadeira celebridade), brincando com seu amigo gato, ou girando as rodinhas com uma vontade imensa de explorar o mundo!
Lindo :)











tecnologia 5685150328473494285

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Use com bom senso :)

emo-but-icon

Página inicial item

Instagram

Facebook

Twitter

receba nossa newsletter

Destaque

Quanto cobrar pelo serviço de design ou ilustração? Para iniciantes na área.

Quanto cobrar pelo design? Como calcular o valor do meu trabalho? Uma dúvida que eu, você e todo profissional liberal tem (independente...