Loading...

Um novo estudo volta a afirmar a perda de relevância do Facebook para os adolescentes

Um novo estudo aponta uma possível 'morte' do Facebook entre os adolescentes. Ao perguntar qual a rede social mais "Cool", os adolescentes deixam cada vez mais claro que o Facebook não é a resposta. A mudança não afeta apenas o que eles curtem ou não curtem, mas o que eles usam ou não usam.



Os dados mais recentes sobre a queda do Facebook vem da Frank N. Magid Associates e, de acordo com o relatório (com base no mercado norte americano, mas pode servir como um panorama geral) o percentual de usuários ativos na rede de Mark Zuckerberg vem caindo ano após ano.

Em 2012, a penetração do Facebook entre os usuários da rede social com idades entre 13 e 17 anos nos EUA chegava a 95%. Em 2013, teve uma ligeira queda para 94%. Em 2014 caiu para 88%, uma queda mais acentuada. Enquanto o Facebook perde força entre o mercado adolescente, outros mostram uma tendência ascendente. Os aplicativos de mensagens  são cada vez mais populares entre os usuários teens, de acordo com os dados da pesquisa, e também - surpreendentemente - o Twitter.

A rede social de microblogging cresceu 2 pontos percentuais entre os consumidores e os aplicativos de mensagens cresceram de forma variada. O engraçado - e terrível para Facebook - é que, apesar de aplicativos de mensagens serem a bola da vez, o seu não não teve destaque. O Facebook Messenger não conseguiu convencer os adolescentes.

A razão da queda do Facebook pode ser pela falta de confiança que ele transmite, como observado na análise da Bloomberg. Além disso, outras redes sociais também são classificadas à frente do Facebook ao analisar se são ou não são divertidas. Ou talvez o problema esteja no ciclo de vida dos produtos. O que está claro é que o Facebook perdeu peso no mercado jovem, apesar de que uma das redes que mais ganha mercado é do mesmo grupo: o Instagram.

Não é o primeiro estudo


O Instagram é, geralmente, aquele que aparece como o vencedor entre os apps que estão sendo usados pelos adolescentes que usam cada vez menos o Facebook.

Um estudo realizado pela Piper Jaffray já foi dito (com percentuais ainda mais alarmantes) que os adolescentes e as crianças usam ainda menos o Facebook. Apenas 45% dos adolescentes, de acordo com seus dados, usam a rede diariamente. E o mais chocante deste estudo é que, seis meses atrás, o número era de 72%. O Facebook caiu para o terceiro lugar entre as redes sociais favoritas dos adolescentes.

E um outro estudo, desta vez da BI Intelligence, apontou um pouco antes que o Instagram, tornou-se a rede favorita entre os adolescentes, com uma quota de mercado de 83% em comparação com os 70% do Facebook. 

Então, como chegar nos adolescentes?


As conclusões da Frank N. Magid Associates estão praticamente na mesma linha  de algumas tendências para marketing digital no próximo ano que já falei por aqui. Se você quer conquistar a Geração Z, ou seja, aqueles com menos de 20 anos, é melhor ir para aplicativos como Snapchat onde esses consumidores estão, ou no Youtube, o local favorito deles para consumir conteúdo.

Publicidade 2513950710965413939
Página inicial item

Instagram

Facebook

Twitter

receba nossa newsletter

Destaque

Quanto cobrar pelo serviço de design ou ilustração? Para iniciantes na área.

Quanto cobrar pelo design? Como calcular o valor do meu trabalho? Uma dúvida que eu, você e todo profissional liberal tem (independente...