Loading...

Street Art | Mãos que Sustentam

Essas mãos gigantes emergem de um canal em Veneza para mandar uma mensagem poderosa sobre as mudanças climáticas.



O aquecimento global é uma bomba-relógio em que precisamos desarmá-la antes de explodir. Para chamar atenção à causa, o artista italiano Lorenzo Quinn construiu uma escultura monumental para a Bienal de Arte de Veneza 2017.

Quinn é muito conhecido por incorporar elementos que representam partes do corpo humano em seus trabalhos, e este projeto não é diferente. Batizado de Support, a obra retrata duas mãos maciças, subindo de um canal para apoiar o Ca’ Sagredo Hotel
É um manifesto visual, convidando as pessoas para responderem ao aquecimento global adequadamente antes que seja tarde demais. 


"Veneza é uma cidade de arte flutuante que inspirou culturas durante séculos", disse Lorenzo Quinn à Halcyon Gallery. "Mas para continuar, precisamos do apoio da nossa geração e dos futuros, porque estamos ameaçados pelas mudanças climáticas e pela decadência do tempo".

Refletindo sobre os dois lados dos humanos - o criativo e o destrutivo - Quinn aborda sua capacidade de fazer uma mudança e reequilibrar o mundo em torno deles. O apoio evoca tanto a esperança na tentativa de manter o edifício acima da água e medo em destacar a fragilidade da situação. É uma declaração poderosa com execução meticulosa. "Eu queria esculpir o que é considerado a parte mais difícil e mais tecnicamente desafiadora do corpo humano", disse o artista. "A mão tem tanto poder - o poder de amar, odiar, criar, destruir."

Veja a seguir mais imagens dessa street art incrível:








_ O futuro em nossas mãos_


novidade 4373467647920769909

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Use com bom senso :)

emo-but-icon

Página inicial item

Instagram

Facebook

Twitter

receba nossa newsletter

Destaque

Quanto cobrar pelo serviço de design ou ilustração? Para iniciantes na área.

Quanto cobrar pelo design? Como calcular o valor do meu trabalho? Uma dúvida que eu, você e todo profissional liberal tem (independente...